quinta-feira, 12 de julho de 2012


O perigo de confiar na própria capacidade e inteligência

Confia no Senhor de todo o teu coração e não te estribes no teu próprio entendimento. Reconhece-o em todos os teus caminhos, e ele endireitará as tuas veredas. Não sejas sábio aos teus próprios olhos; teme ao Senhor e aparta-te do mal (Pv 3:5-7)
Jo 1:34, 36-37
João Batista sempre foi um personagem bastante respeitado. Muitos perguntam por que ele foi preso e teve de sofrer no cárcere. Por que o Senhor não fez nada para mudar o seu trágico fim? Confessamos que nos é difícil falar sobre isso, mas tudo tem uma razão e dessa história há muitas lições a se aprender.
Após batizar Jesus no rio Jordão e testificar que Ele é o Filho de Deus (Jo 1:34), João O avistou e disse a dois de seus discípulos: “Eis o Cordeiro de Deus!” (v. 36). Os que estavam com ele, ouvindo-o dizer isto, seguiram Jesus e permaneceram com Ele aquele dia; depois saíram, anunciando que haviam encontrado o Messias (vs. 37-41). Talvez a reação de seus dois discípulos tenha gerado ciúmes em João, pois sua declaração fez com que os dois fossem atrás Dele. Não sabemos exatamente o que João pensou, de qualquer maneira, uma coisa é certa: algo mudou nele; João não quis seguir Jesus e passou a fazer sua própria obra, mantendo seu discipulado. Por fim, acabou sendo aprisionado e decapitado por Herodes.
Essa é uma grande advertência para nós. Uma vez que se tem sucesso em algo, você deve reconhecer que isso provém da bênção de Deus. Há pessoas que obtêm êxito no que fazem e creditam o bom resultado à sua própria capacidade e inteligência. Esses se afastam da presença de Deus e perdem Sua bênção. Se você pensa que tudo provém de seu esforço, isso é um sinal de que está sendo governado pela vida da alma, por seu ego, correndo, assim, o risco de perder a presença do Senhor. Se você se encontra nessa condição, ore imediatamente e procure arrepender-se diante do Senhor.
No passado, em Taiwan, quando ainda não conhecia o Senhor, eu possuía muitos negócios e em tudo o que eu fazia tinha bons resultados. Comprava terrenos, abria indústrias e ganhava muito dinheiro. Era a mão de Deus sobre minha vida, mas eu não sabia. Mais tarde cri no Senhor e vim a perceber que tudo aquilo provinha de Sua bênção, assim havia temor em meu coração.
Todavia, quando cheguei ao Brasil, todos os meus negócios passaram a dar errado. O Senhor, então, me mostrou que eu estava confiando em minha capacidade e achando que os bons resultados eram provenientes de minha habilidade. Ele me fez lembrar que, quando Sua mão estava comigo, tudo ia bem, e, quando passei a agir por mim mesmo, Sua mão se retirou do que eu fazia. Ao perceber isso, me arrependi, e a bênção de Deus retornou.
Qual é sua condição hoje? Se o que você faz é por meio de sua vida da alma, Deus não levará os seus feitos em conta. Viver segundo nossa própria capacidade e entendimento nos faz perder a visão e nos leva para longe da bênção de Deus. Devemos nos arrepender antes que seja tarde demais e reconhecê-Lo em nossos caminhos, a fim de obter o desfrute da presença de Deus, que é a fonte de todas as bênçãos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário