sexta-feira, 13 de julho de 2012


Jesus é ungido Cristo

Batizado Jesus, saiu logo da água, e eis que se lhe abriram os céus, e viu o Espírito de Deus descendo como pomba, vindo sobre ele. E eis uma voz dos céus, que dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo (Mt 3:16-17)
Êx 30:22-25; 1 Sm 16:13; Mt 3:16-17; 4:12, 17; 2 Co 1:21
Após a prisão de João Batista, o Senhor Jesus retirou-se para a Galileia e começou a pregar: “Arrependei-vos, porque está próximo o reino dos céus” (Mt 4:12, 17). O Senhor Jesus havia cumprido o que Deus Lhe determinara ao ser batizado por João, por isso: “Eis que se lhe abriram os céus, e viu o Espírito de Deus descendo como pomba, vindo sobre ele. E eis uma voz dos céus, que dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo” (3:16-17). O Espírito de Deus descer como pomba sobre Jesus significava que Ele fora ungido Cristo. O Espírito é representado pelo óleo da unção do Antigo Testamento.
Quando Arão foi estabelecido como sumo sacerdote, Moisés o ungiu com o óleo da unção: “Depois, derramou do óleo da unção sobre a cabeça de Arão e ungiu-o, para consagrá-lo” (Lv 8:12). Vejamos Salmos 133: “Oh! Como é bom e agradável viverem unidos os irmãos! É como o óleo precioso sobre a cabeça, o qual desce para a barba, a barba de Arão, e desce para a gola de suas vestes. É como o orvalho do Hermom, que desce sobre os montes de Sião. Ali, ordena o SENHOR a sua bênção e a vida para sempre”.
Esse salmo diz que o óleo precioso sobre a cabeça de Arão desce sobre a cabeça, desce para a barba e unge até a orla de suas vestes. Quando a cabeça é ungida, o corpo também é ungido em seguida. A cabeça foi ungida, recebendo da parte de Deus uma incumbência, um ministério. Cristo é a cabeça, e nós somos o Corpo de Cristo. Nós também fomos ungidos juntamente com Cristo. Por isso sobre nós está também a incumbência de Deus.
Os componentes do óleo sagrado da unção estão descritos em Êxodo 30:22-25. Nele há o azeite que representa o Espírito Santo. O óleo da unção também possui quatro especiarias acrescentadas. A função desse unguento era ungir Arão para exercer o ofício de sacerdote (v. 30).
Antigamente, os reis também precisavam ser ungidos para desempenhar suas funções. Quando Davi foi escolhido para ser rei, Samuel o ungiu (1 Sm 16:13). Salomão também foi ungido pelo sacerdote Zadoque para ser rei sobre Israel (1 Rs 1:39). Quando alguém é ungido, significa que essa pessoa recebe uma incumbência sobre si.
Assim que o Senhor Jesus foi batizado e saiu das águas, o Espírito veio ungi-Lo. Jesus recebeu a unção por meio do Espírito em forma corpórea de pomba descendo sobre Ele. Jesus, como o Ungido de Deus, recebeu a incumbência de pregar o evangelho do reino (Mt 9:35; Mc 1:38; Lc 4:43). Ele se tornou o Cristo, e nós também somos ungidos pelo mesmo Espírito que ungiu Jesus (2 Co 1:21). Quando negamos a nós mesmos e agimos segundo o que Deus determinou, também somos ungidos para cumprir a incumbência de pregar o evangelho do reino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário