quinta-feira, 14 de junho de 2012


O evangelho de Deus visa ao nosso aperfeiçoamento

Porque importa que todos nós compareçamos perante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o bem ou o mal que tiver feito por meio do corpo (2 Co 5:10)
Mt 19:28; Rm 1:3-4; 1 Co 9:17; Tt 1:7-9
Hoje é o tempo de sermos aperfeiçoados na igreja, onde há irmãos que nos servem como mordomos, despenseiros na casa de Deus (Gl 4:1-2; 1 Co 9:17; Tt 1:7-9). Para sermos vencedores, precisamos ser aperfeiçoados na obra do ministério. Os vencedores receberão aprovação no tribunal de Cristo, quando o Senhor premiará os que O seguem (Mt 19:28). Nossos pecados já não serão lembrados (Hb 8:12), porque fomos perdoados e purificados pelo precioso sangue de Cristo.
Receberemos aprovação no tribunal de Cristo se naquele dia já houvermos alcançado a plena salvação de Deus, que abrange espírito, alma e corpo (1 Ts 5:23). O espírito foi salvo no passado, quando cremos no Senhor e obtivemos Sua vida. Na volta do Senhor, nosso corpo redimido será transfigurado de corruptível em incorruptível, num abrir e fechar de olhos (Rm 8:23; 1 Co 15:52), para que possamos ser arrebatados e ver a glória do Senhor (1 Ts 4:17). Logo, a redenção do espírito e do corpo acontecem por obra do Senhor, ao passo que a salvação da alma é de nossa total responsabilidade. Por isso nosso crescimento espiritual e nossas obras é que serão o principal objeto de julgamento no tribunal de Cristo (2 Co 5:10), e não os pecados.
O evangelho de Deus é completo e ocorre em duas etapas, conforme Romanos 1:3-4. A primeira etapa é o evangelho da graça, segundo o qual o Senhor Jesus, como descendente de Davi (v. 3), morreu na cruz derramando sangue e água (Jo 19:34). Pelo sangue, houve a remissão dos pecados; pela água, recebemos a vida de Deus, experimentando o novo nascimento.
Antes éramos carnais, pecadores distantes de Deus e Seus inimigos, sem acesso à Sua presença. Como a natureza do pecado havia sido inserida em nós, éramos incapazes de agradar a Deus (Rm 7:18-23; 8:8) e estávamos condenados à morte (6:23; Hb 9:22). Mas o Senhor Jesus, como Filho do homem, veio em carne e morreu em nosso lugar. Ele, que não tinha pecado, morreu em favor dos pecadores. Graças a Deus por tão grande salvação! Uma vez perdoados e reconciliados com Deus, nos tornamos Seus filhos (Jo 1:12) e fomos colocados na igreja. Essa é a primeira etapa do evangelho de Deus.
Nesse ponto, tem início a segunda etapa do evangelho, que diz respeito ao fato de o Senhor Jesus, como homem, ter sido designado Filho de Deus pela ressurreição dentre os mortos (Rm 1:4). Jesus, por meio de sofrimentos, foi aperfeiçoado e se tornou o Autor da nossa salvação (Hb 2:10). Ele morreu, ressuscitou e foi coroado com glória e honra a fim de que todas as coisas sejam sujeitas a Ele. Essa etapa está relacionada à nossa preparação para o reino vindouro.
Inicialmente, o evangelho do reino foi pregado pelo Senhor Jesus com as seguintes palavras: “Arrependei-vos, porque está próximo o reino dos céus” (Mt 4:17). A cada dia que passa o reino dos céus está cada vez mais próximo. Com isso, percebemos a necessidade de nos arrepender. O arrependimento não diz respeito só aos nossos erros, mas consiste em negarmos a nós mesmos para seguir o Senhor. Sem arrependimento, não conseguimos anular nossa vida da alma, que se torna um obstáculo para seguirmos o Senhor. Graças a Deus, podemos ser ajudados a nos arrepender quando somos aperfeiçoados na igreja.

Nenhum comentário:

Postar um comentário