quinta-feira, 28 de junho de 2012


O caminho para o aperfeiçoamento

Suportai-vos uns aos outros, perdoai-vos mutuamente, caso alguém tenha motivo de queixa contra outrem. Assim como o Senhor vos perdoou, assim também perdoai vós; acima de tudo isto, porém, esteja o amor, que é o vínculo da perfeição (Cl 3:13-14)
Mt 24:14; Rm 12:4-8; 1 Co 12:27-28, 31; Ef 4:11
Muitos cristãos dão atenção excessiva aos dons miraculosos, como o dom de falar em línguas ou de curar. Existem diversos dons espirituais, mas precisamos dar mais atenção aos melhores dons (1 Co 12:31). Os melhores dons sempre visam ao beneficio dos outros, e não meramente ao benefício próprio.
Tanto em 1 Coríntios 12:12-27 como em Romanos 12:4-5, vemos que cada um de nós foi constituído membro do Corpo de Cristo. Assim como todo membro do corpo possui sua função, também nós, como membros do Corpo de Cristo, quando desenvolvemos nossa função, passamos a ter um ministério.
Por exemplo, em um corpo humano normal as duas mãos possuem basicamente as mesmas funções, mas somente aquela que é treinada e aperfeiçoada consegue escrever bem. Podemos dizer que essa mão, por ter desenvolvido sua função mais do que a outra, possui o ministério de escrever.
O ministério está relacionado com a vida e com o aperfeiçoamento. Logo, quanto mais seu ministério amadurecer e for aperfeiçoado, maior será sua função no Corpo de Cristo. E tudo isso vem do exercício dos dons.
Para que alcancemos essa realidade, o amadurecimento de nossos dons e ministérios, precisamos da comunhão do Corpo de Cristo, do suprimento e ajuda mútua dos demais membros. Ainda em Colossenses 3:13-14 Paulo mostra-nos que o amor é o vínculo da perfeição, é o que nos leva a manter a unidade, mesmo diante de qualquer diferença que exista entre nós. E isso é o que chamamos de a vida da igreja.
Ao considerarmos nosso encargo de pregar o evangelho do reino e levar vida para todos, precisamos reconhecer nossa necessidade de aperfeiçoamento, pois o Senhor quer levar essa revelação para toda a terra habitada (Mt 24:14). A pregação do evangelho é um ministério que todos nós podemos desenvolver. Para tanto, precisamos cooperar uns com os outros, nos encorajando e admoestando mutuamente. Todavia tal objetivo somente poderá ser alcançado se houver amor, isto é, se a vida de Deus se manifestar por meio de nós.
Louvado seja o Senhor, o amor é o caminho sobremodo excelente para sermos aperfeiçoados e reinarmos com Cristo. Aleluia!

Nenhum comentário:

Postar um comentário