domingo, 13 de maio de 2012


O Senhor precisa de nós

Ide à aldeia fronteira e ali, ao entrardes, achareis preso um jumentinho que jamais homem algum montou; soltai-o e trazei-o. Se alguém vos perguntar: Por que o soltais? Respondereis assim: Porque o Senhor precisa dele (Lc 19:30-31)
Gn 49:12; Mt 21:3, 7; Ef 4:23; 5:18
O evangelho de Deus são as boas-novas de Deus para nós. Ele não só apresenta a graça de Deus, isto é, aquilo que o Senhor Jesus fez por nós na cruz, morrendo em nosso lugar. Ele também traz aquilo que precisa ser feito em nós para podermos reinar com Cristo no mundo que há de vir. O evangelho de Deus é completo; por meio dele somos salvos em nosso espírito, mas também transformados em nossa alma. Por fim, essa salvação resultará na vinda do Rei do reino dos céus.
Como temos visto, se negarmos a nós mesmos, teremos grande utilidade para Deus. Ele precisa de nós. Ao entrar em Jerusalém o Senhor não o fez sozinho. O Rei de Israel e do reino dos céus entrou na cidade montado em um jumentinho. Essa figura do jumentinho que carrega o Senhor ilustra cada um de nós (Mt 21:3, 7). Conforme nossa alma é transformada pela vida divina, nos tornamos obedientes ao Senhor e podemos levá-Lo aonde Ele nos enviar.
Quanto mais desfrutamos do Espírito, mais nos alimentamos da vida de Deus. Assim, nossa natureza é mudada para sermos verdadeiramente úteis a Ele. À medida que nos enchemos do Espírito, deixamos de ser teimosos ou resistentes em mudar de opinião, nos tornando flexíveis e submissos à vontade Daquele que nos governa. Esse “metabolismo espiritual” pode ser comparado ao processo por que passam as células do nosso corpo, que num período de sete anos são totalmente substituídas por células novas. Precisamos nos esvaziar de nossos conceitos antigos e permitir que o Espírito renove nossa mente (Ef 4:23).
O sinal que evidencia estarmos cheios do Espírito é termos “os olhos cintilantes de vinho” (Gn 49:12). Quando nos enchemos do Espírito, a vida divina toma conta de nós a tal ponto que ficamos embriagados de alegria (Ef 5:18). Essa alegria nos dá disposição para nos consagrarmos mais ao Senhor a fim de fazermos Sua vontade. Nessa condição, o Senhor pode nos utilizar em Seu propósito.
Graças a Deus! Pelo evangelho de Deus, o pecador não somente se torna justo, como também uma pessoa obstinada e cheia de opiniões provenientes do ego é transformada em alguém simples, alegre e pronto para servir o Senhor. Que essa seja a experiência de cada um de nós, para apressarmos a vinda do Senhor!

Nenhum comentário:

Postar um comentário