quarta-feira, 30 de maio de 2012


O Espírito conduz à prática da Palavra

Permaneça em vós o que ouvistes desde o princípio. Se em vós permanecer o que desde o princípio ouvistes, também permanecereis vós no Filho e no Pai. (1 Jo 2:24)
Ef 4:15, 17; 5:2, 8, 18; 3 Jo 4
O Espírito da realidade, também chamado de Espírito da vida, tem grande importância no plano de Deus. Quando o Senhor Jesus andava com os discípulos, Ele já falava de o Espírito, por meio do qual Deus poderia dispensar a Si mesmo para dentro do homem (Jo 4:24; 6:63; 7:39; 14:17). O Espírito engloba o Espírito Santo e também toda a obra realizada pelo Senhor Jesus: tornar-se homem, viver humano, morte e ressurreição (vs. 18, 20, 23), assim como o óleo sagrado da unção, que era um unguento composto, incluía o azeite puro e várias especiarias (Êx 30:22-25).
Na época, os discípulos não deram a devida importância às palavras do Senhor, principalmente com respeito ao Espírito, pois O ouviam conforme suas necessidades particulares (At 1:1-6). Então foi necessário que posteriormente Deus revelasse Seu plano eterno a Paulo, que escreveu sobre o assunto na Epístola aos Efésios. O capítulo 1 mostra a obra, o dispensar do Pai, o dispensar do Filho e o dispensar do Espírito Santo para dentro do homem. Nessa mesma epístola Paulo fala especificamente de sermos selados com o Santo Espírito (1:13) e recomenda que nos enchamos do Espírito (5:18).
Infelizmente, os efésios também não deram a devida atenção à prática dessa palavra, limitando-se a analisar e debater as verdades bíblicas. Mais uma vez, Deus precisou levantar alguém para os ajudar a perceber o que era mais importante para Ele. Então o próprio Espírito trouxe à memória de João as palavras que o Senhor Jesus havia dito enquanto esteve com eles.
Além disso, é possível que João também tenha lido a Epístola de Paulo aos Efésios e percebido que era necessário reforçar a prática do que Paulo já havia falado. Assim, ele ajudou a igreja em Éfeso a praticar a mesma palavra, ensinando-os a andar na graça (Ef 4:7; Jo 1:14, 17) e no amor (Ef 5:2; 2 Jo 6); andar na luz (Ef 5:8; 1 Jo 1:7) e na verdade (Ef 4:15; 3 Jo 4); e principalmente andar no espírito (Ef 5:18; Jo 4:23-24).
Desde o surgimento das igrejas na América do Sul, invocamos o nome do Senhor para seguir o Espírito que dá vida. Dessa forma, o Senhor pode nos revelar o que é mais importante, hoje, segundo Seu ponto de vista. Também somos direcionados a praticar a Palavra e não apenas a estudá-la.
Por exemplo, o Senhor nos tem revelado que o mundo que há de vir será sujeito a nós, homens, e não a anjos. Isso nos ajuda a compreender o propósito de Deus ao criar o homem. É com essa meta que buscamos ser vencedores. Devemos permitir que a vida que está no Espírito permeie cada parte da nossa alma: mente, vontade e emoção, para desenvolver a nossa salvação. Continuemos a invocar o nome do Senhor para viver e andar no espírito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário