domingo, 6 de maio de 2012


Jesus entra em Jerusalém de maneira humilde

Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de ternos afetos de misericórdia, de bondade, de humildade, de mansidão, de longanimidade (Cl 3:12)
Mt 21:9-11
Para que Jesus entrasse em Jerusalém, Seus discípulos Lhe trouxeram a jumenta e o jumentinho. Então puseram em cima deles as suas vestes, e sobre elas Jesus montou. A maior parte da multidão estendeu suas vestes pelo caminho, e outros cortavam ramos de árvores, espalhando-os pela estrada. As multidões, tanto as que O precediam como as que O seguiam, clamavam: “Hosana ao Filho de Davi! Bendito o que vem em nome do Senhor! Hosana nas maiores alturas!” (Mt 21:9).
Quando Jesus entrou na cidade, toda a Jerusalém se alvoroçou, e perguntavam: “Quem é este? E alguns disseram: É o profeta Jesus, de Nazaré da Galileia” (v. 11). Ele não veio numa procissão imponente, como fazem os reis; Ele entrou humilde e mansamente.
Nós que temos a vida de Deus também devemos ser mansos e humildes: “Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, pois ele, subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus; antes, a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana, a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até à morte e morte de cruz” (Fp 2:5-8).
O trabalhar do Senhor em cada um de nós fará com que sejamos transformados, deixando de lado nosso caráter forte, orgulhoso, para nos tornar humildes, mansos e úteis a Ele. Isso não ocorre por meio de repreensão nem por condenação, mas advém da abundância da vida divina que armazenamos em nosso espírito e que transborda para nossa alma. Dessa maneira, o Senhor poderá nos usar quando precisar de nós.
Quando Ele voltar para exercer Seu reinado, precisará de “jumentos” preparados e transformados para introduzi-Lo em Seu reino. Graças ao Senhor, pouco a pouco Ele está nos preparando para reinar na era vindoura. Sua maneira de fazer isso não é nos julgando nem nos açoitando. Ele nos atou a Si mesmo e nos colocou na igreja, onde recebemos suprimento abundante da vida e amor divinos. Louvado seja o Senhor!

Nenhum comentário:

Postar um comentário