quarta-feira, 18 de abril de 2012


Os dez erros do primeiro casal

Arrepender-se é perceber que se está na contramão da vontade de Deus. Quando estamos vivendo assim, é necessário uma atitude radical: mudar a rota, voltar. De todas as áreas da vida humana, a vida a dois (marido e mulher) é uma das áreas que mais carecem de arrependimento pelo modo como diariamente se tratam. A raiz de nossos problemas encontra-se na quebra de importantes princípios que, se não forem trabalhados e recuperados, proporcionarão à vida conjugal situações de muito conflito e sofrimentos. Vamos usar as palavras do Senhor registradas em Apocalipse 2:5 para ganhar um pouco de luz. O Senhor Jesus disse: “Lembra-te, pois, de onde caíste, arrepende-te e volta à prática das primeiras obras; e, se não, venho a ti e moverei do seu lugar o teu candelabro, caso não te arrependas.”

Devemos voltar para onde o primeiro casal caiu (Gênesis 3) e avaliar se ainda não estamos cometendo erros de seis mil anos atrás. Vejamos, agora, os dez erros que o primeiro casal da terra cometeu:


  1. Ficar sozinho - Deus disse que não era bom que o homem vivesse só, por isso criou para Adão uma auxiliadora que lhe fosse idônea. Um dos grandes motivos da queda do homem está no fato de eles estarem sozinhos no momento mais perigoso da vida deles. Adão não percebeu que cuidar do jardim e guardá-lo também incluía cuidar de sua esposa e guardá-la.
  2. Conversar com a serpente – A serpente disse à mulher... e a mulher respondeu... A serpente não gastou muito tempo para “dar um nó” na mente de Eva e levá-la a desconfiar de Deus. A serpente criou sofismas, dúvidas e curiosidade no coração dela. Com Satanás nós não conversamos e, sim, o repreendemos. Você repreende Satanás ou “puxa uma cadeira” em sua mente para dialogar com ele? Cuidado, ele pode enganá-lo!
  3. Preferir o bem e o mal à vida – A árvore do conhecimento do bem e do mal leva-nos a ter um viver independente do Senhor, enquanto a árvore da vida nos leva para uma relação de dependência.
  4. Ser seduzido pela aparência – A concupiscência dos olhos é uma fonte de pecado.
  5. Dar o fruto proibido ao cônjuge – Faltou amor e discernimento por parte de Eva. Não podemos dar nada que seja proibido a nosso cônjuge.
  6. Receber e comer o fruto – Adão amou mais sua esposa do que a Deus, uma vez que atendeu à sugestão dela e transgrediu a ordem divina.
  7. Cobrir a nudez com folha de figueira – O remédio eficaz para o pecado é a confissão e não a justificativa.
  8. Fugir por medo da presença do Senhor - Se ainda continuamos longe da presença do Senhor por ter medo de o Senhor encarar nossos problemas, então não conhecemos o amor de Deus, tampouco o advogado que Ele nos deu, Jesus.
  9. Responsabilizar terceiros em vez de assumir a responsabilidade – Não é transferindo a responsabilidade aos outros que resolveremos nossos pecados. Temos de assumir a culpa e confessar ao Senhor nossas fraquezas.
  10. Não rasgar o coração – o casal parece não ter lidado com toda a situação por meio de desespero e lágrimas. Não podemos lidar com situações de pecados e erros, de forma leve, mas com confissão profunda e pranto.
À luz desses erros que, tal checar como anda seu viver conjugal? Caso você seja encontrado em algum deles, é hora de arrepender-se e ter um novo começo com seu cônjuge e com o Senhor.
Texto extraído do Jornal Árvore da Vida número 180 - Publicado pela Editora Árvore da Vida

Nenhum comentário:

Postar um comentário